quarta-feira, 29 de março de 2017

Como eram nossas aulas na Irlanda | Vídeo

Hoje vim aqui compartilhar um pouco de como era nossa rotina em Dublin. Nós ficamos lá por 3 meses e tivemos experiências maravilhosas.

Mas nesse post focarei apenas na nossa rotina de aulas. Estudávamos à tarde. Ainda bem! Porque como era inverno na época em que chegamos lá, o dia amanhecia só depois das 8h! Então, acho que acordar ainda escuro não iria dar muito certo pra gente, rsrs.

E era assim, todos os dias, de segunda a sexta: almoçávamos e íamos para a escola que ficava aproximadamente 3 quilômetros de onde morávamos. Essa ida era caminhando mesmo (e a volta também!) Era ótimo! Não suávamos! rsrs. E quando suávamos (por estarmos andando depressa e por causa das muitas roupas), logo o clima congelante tratava de resolver isso.

Lembrando que, no inverno, não só amanhecia/clareava mais tarde, como também o dia escurecia mais cedo (por volta das 16h já começava a ficar escuro). Isso significa que, mesmo nossas aulas terminando às 17h, já voltávamos para casa no escuro! E com um frio ainda maior!! Lembro que brincamos muito soltando "fumacinha" pela boca de tanto frio que fazia, rsrs.

As aulas eram com professores irlandeses em sua maioria. Tivemos um professor irish (irlandês) e uma professora escocesa. Ou seja, toda a aula era em inglês e se tivéssemos alguma dúvida, teríamos que nos virar nos 30 para tirar. E não podia utilizar o celular! hahaha. 

Algumas sextas-feiras eram reservadas para aula prática. Como eram essas aulas? Toda a escola ia a um museu da cidade e lá tínhamos um bom tempo para observar as coisas, fazer anotações e na próxima aula que era na segunda-feira, conversávamos à respeito do que vimos, das palavras que aprendemos. Era muito bom, pois enriquecia nosso vocabulário. Ah! E a escola não fretava nenhum ônibus! Todos os alunos iam caminhando! Lembro que um dos museus ficava a 2 km da escola. Imaginem só, nesses dias caminhávamos quase 10 km entre ida para escola, para museu e volta pra casa!!

Toda última sexta-feira do mês enfrentávamos o temível Big Test que era o assunto de todo o mês numa espécie de simuladão. Vou deixar a modéstia de lado agora e vou falar que já tive aproveitamento de 96% em um desses testes (parabéns pra mim! Mas não invente de falar inglês comigo, hahaha, não vai sair nada :p). Mas sério, eu ficava orgulhosa de mim mesma kkkkkk. Recém chegada e tirando a melhor nota da turma assim! ^-^

Tínhamos uns 15 minutos de intervalo. Normalmente levávamos lanche de casa (uma fruta, biscoitos, iogurtes ou sanduíches). E sempre perto de encerrar as aulas (faltando 10 ou 15 minutos) os nossos professores costumavam brincar de "forca" ou "adedonha" no quadro. E esse vídeo mostra um desses momentos de descontração da nossa turma! Espero que tenham gostado. 

Bom, era basicamente isso. Não sei se esqueci de falar alguma coisa. 
Até o próximo post!


quinta-feira, 23 de março de 2017

Organizar = criar espaços antes inexistentes

Organizar é uma das atividades que mais gosto de fazer, embora eu não seja nenhuma expert no assunto. Mas mesmo assim, gosto de utilizar o que tenho em casa e, com jeitinho, tudo vai ficando no lugarzinho (rimou rsrs).

Pois bem, como já havia falado aqui em algum outro post sobre organização, eu procuro sempre fazer as atividades domésticas aos poucos. Claro que existem aquelas que realizamos todos os dias. Mas quando se trata de: reorganizar guarda-roupas, gavetas, móveis, armários ou qualquer outra área da casa, podemos ir distribuindo ao longo da semana, para que não precisemos fazer tudo em um mesmo dia. Por exemplo: se eu lavo louça, varro a casa e arrumo a cama todo dia, eu acrescento a isso uma organizada no armário da cozinha na segunda-feira, uma limpeza nos móveis na terça, a limpeza do banheiro no outro dia e assim sucessivamente. Percebem que dessa forma eu não preciso fazer tudo num dia só?! É uma metodologia que dá certo comigo. Quem quiser testar, pode ficar a vontade! rsrs

Mas vamos ao que interessa! Tenho até vergonha de mostrar a situação que se encontrava um rack que temos na sala. Mas, como disse minha mãe: "vermos o ANTES nos faz valorizar o DEPOIS". E é verdade mesmo.

Antes de mostrar as imagens, quero enfatizar como fico impressionada cada vez que organizo algum espaço aqui em casa. Sabe por quê? Porque é incrível como um lugar onde antes não existia espaço pra nem mais uma caneta, passa a ter capacidade de receber mais coisas. Foi o que aconteceu aqui! Na imagem abaixo, os únicos objetos que estão na imagem do Antes e que não estão na do Depois é uma caixa verde ao fundo (lado direito), o teclado de computador (que passei pro outro lado do móvel) e uma caixinha rosinha que está dentro de um saquinho transparente logo no meio embaixo). Mas parece que retirei metade das coisas né?! rsrsrs. Eu sei, eu sei. Essa é a "magia" da organização!

Sei que algumas de vocês que leem meu blog gostam dessas dicas de organização. Sei disso porque já me falaram pessoalmente ou por comentários. Como disse, não sou nenhuma expert no assunto, apenas alguém que ama manter um ambiente limpo e organizado, do jeitinho que eu sei e com as coisas que tenho. Espero que gostem. :) 

Ahh, podem passar direto na imagem do ANTES! Vejam logo a do DEPOIS! hahahaha


sexta-feira, 17 de março de 2017

O que fazer com o dinheiro? Devo trabalhar? | Faça o que eu digo, não faça o que eu faço - parte 3

Ufa! Pensei que não iria terminar essa série! rsrs


Então vamos lá. Se você ainda não leu a Parte 1 nem a Parte 2 é só clicar em cima delas para visualizar.

Finalmente, vamos verificar as 4 últimas lições que os pais devem transmitir aos seus filhos.

7) Ensine seus filhos a tomarem cuidado com suas palavras: o autor diz que essa foi a tecla que os seus pais mais bateram em sua infância. E por causa disso ele hoje se considera um adulto diferente da maioria dos adultos que falam palavrões sem nenhum problema. "A boca do justo é fonte de vida" (Pv 10:21).

8) Ensine seus filhos a perseverarem no trabalho: aqui o autor dá o exemplo da formiga que trabalha árduo, mesmo não tendo "supervisor". Porque a tendência que temos é mostrarmos serviço apenas quando estamos sendo supervisionados né mesmo? E a ponte aqui é: será que nossos filhos irão trabalhar mesmo que não estejamos por perto? Se não ensinarmos nossos filhos a perseverarem no trabalho, eles crescerão e se tornarão homem e mulheres preguiçosos e procrastinadores. (Leia Provérbios 6:9-11)

9) Ensine seus filhos a administrarem o dinheiro deles: honrar ao Senhor com todos os nossos recursos é a primeira regra de uma sábia administração financeira. A Bíblia associa constantemente a verdade moral aos princípios financeiros. A maneira como uma pessoa administra seu dinheiro é uma questão moral e espiritual

10) Ensine seus filhos a amarem o próximo: não somente isso, mas o valor da bondade, da misericórdia e da compaixão.
"Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa, não diga ao seu próximo: 'Volte amanhã, e eu lhe darei algo', se pode ajudá-lo hoje. Não planeje o mal contra o seu próximo, que confiantemente mora perto de você. (Pv 3:27-29)

Se vocês perceberem, o primeiro princípio diz respeito a temer a Deus e o último princípio a amar o próximo. Todos os demais preceito entre esses dois os completam e ampliam. "Ensine esses princípios a seus filhos e você os criará para serem sábios".

Esse é o dever dos pais! 

Pais, se vocês falharem em ensinar seus filhos a temerem Deus, o diabo os ensinará a odiá-lo.


quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher - 2017

Estou escrevendo este post para agradecer a Deus por ter me feito mulher, esposa, irmã, filha, neta, sobrinha, amiga...

Principalmente no dia de hoje, sempre leio aquela passagem de Provérbios 31 que fala sobre a Mulher Virtuosa e em oração peço ao Senhor que faça de mim essa mulher, conforme os padrões e princípios bíblicos:

- uma esposa exemplar e mais valiosa que rubis (Pv 31:10);
- fiel e bondosa (Pv 31:11,12);
- que tem contentamento no trabalho (Pv 31:13);
- disposta para o trabalho doméstico (Pv 31:15);
- sábia, ativa e que não dá lugar à preguiça (Pv 31:16,17;27)
- piedosa (que acolhe o necessitado e estende a mão aos pobres) - Pv 31:20;
- cuidadora (Pv 31:21);
- dedicada e criativa (Pv 31:22);
- forte, digna e cheia de esperança (Pv 31:25)
- amorosa ao ensinar (Pv 31:26);
- elogiada por sua família (Pv 31:28);
- temente ao Senhor (Pv 31:30).

Que lista hein?!! Será que nós, mulheres, conseguimos ser tudo isso?? É óbvio que não SE não for o Senhor em nós! Perceberam que ao final de tudo o sábio diz "a mulher que teme ao Senhor será elogiada"? Pois é, acredito muito que quando nosso desejo está em agradar a Deus e fazer todas as coisas para a glória dele, seremos mulheres e homens elogiados, alegres (independente das circunstâncias), piedosos, esperançosos, exemplares e valiosos.

Se a Bíblia diz que é feliz quem encontra uma esposa exemplar é porque ela existe! Se a Bíblia diz que essa mulher é tudo isso que listei acima, é porque é possível sermos assim, pela graça de Deus.

Mas, onde temos colocado o nosso "tesouro/coração"? Quais são nossos objetivos? O que queremos conquistar na vida? Pelo quê lutamos? Estamos satisfeitas com o que temos? Quais são nossas prioridades como mulheres de Deus?

Me faço essa pergunta vez por outra, para que o meu "eu" não ache que tem mais lugar do que ele realmente tem. Afinal de contas, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim! (Gálatas 2:20). E para que os valores bíblicos que busco para minha vida não sejam substituídos por caprichos vaidosos e enganosos do meu coração.

Poderia falar mais coisas aqui, mas acho que não pararia tão cedo, rsrs. Por isso vou encerrar desejando Feliz Dia Internacional da Mulher à vocês mulheres que leem este blog. Que o Senhor as abençoe e as guie em seus propósitos eternos e que sempre possamos buscar na Palavra de Deus os princípios que devemos seguir nas nossas vidas para sermos Mulheres Virtuosas! Não se deixem enganar: em nenhum outro lugar, a não ser nas Escrituras, encontramos padrões bíblicos de conduta cristã para nossas vidas!

Ah! E para seguir a tradição, olha o que ganhei hoje! Uma rosa, que pra mim simboliza tanto: delicadeza, perfume, formosura, fragilidade, amor...

S2